Papinhas | Papa Salgada

Por: Natália Vignoli

No post passado, falamos sobre a introdução de alimentos – papa doce – a partir dos seis meses de vida. Existem situações que, por diversas circunstâncias, a alimentação complementar deve ser introduzida antes dos seis meses.

Nesses casos, a recomendação é de introdução a partir dos quatro meses e nunca antes disso! Ainda assim, temos métodos de relactação e muitos programas de incentivo à amamentação exclusiva até os seis meses, vale a pena procurar!

Hoje o assunto é a papa salgada: introduzida após duas semanas de papa doce, é ideal para a hora do almoço e, depois de algum tempo habituado, o bebê já pode comer a papa também no jantar! Aqui a regra é combinar um alimento de cada um desses grupos: cereais, hortaliças, leguminosas e proteínas animais.

Para temperar, vá com calma com o óleo, com a cebola e com o alho. As ervas frescas são ótimas opções para dar mais sabor e lembre-se: não tenha como base o seu paladar, os bebês não estão acostumados com sal, açúcar e temperos, então moderação!

Montei uma tabela com ingredientes para você combinar e variar sempre que quiser!

tabela

Modo de fazer: refogar um pouco de cebola e alho no azeite ou óleo vegetal. Acrescente o grupo D* e refogue bem. Adicione água o suficiente para cobrir e junte o grupo E. Deixe cozinhar por 15 minutos.

Adicione o grupo A. Quando o tubérculo ou arroz começarem a amolecer, adicione o legume escolhido do grupo C e, no final do cozimento, as verduras (B).

Deixe as ervas para o final, assim você não perde o sabor que elas trazem!

Amasse bem, divida em porções e sirva. Você pode oferecer a mesma papa no almoço e no jantar, mas mude os ingredientes no dia seguinte!

(*exceto ovo, que pode ser acrescentado aos demais ingredientes).

#Ficaadica: para ficar mais fácil, faça em porções maiores e deixe congelada em potes de vidro higienizados. Duram três meses!

Colunista_Natalia

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE