Disney com criança de 2 anos | Animal Kingdom

O Animal Kingdom é o quarto parque da Disney, inaugurado em 1998. Agora em Maio de 2017 foi inagurado uma nova área, o Pandora – The Wold Of Avatar. É incrível. Mas por conta disto, o parque tem estado todos os dias completamente lotado! Veja as dicas específicas abaixo:

Lembrando que o post foi feito baseado na nossa vivência com um menininho de 2 anos.

 Nós consideramos o parque mais agradável da Disney, por ser todo arborizado! É uma delícia passear por ele por ter tanta sombra e aquela sensação de natureza perto.

 A nova área, Pandora – The World of Avatar, é linda, toda com decoração de flores azuis como no filme. Quando anoitece, ganha efeito especial, o piso ficando todo iluminado e as flores com luz acessa, é muito lindo!

 Dica para conseguir ir nos brinquedos do Avatar: Caso você esteja num hotel dentro da Disney e tenha Magic Hours, pode escolher chegar num dia em que o parque abre antes para quem tem Magic Hours. Caso não tenha direito a Magic Hours, escolha justamente um dia em que não terá Magic Hours antes do horário oficial de abertura, caso contrário, quando você chegar, já estará lotado. Outra dica, é possível entrar na alameda principal do parque até uma hora antes da abertura. Por exemplo, se  horário de abertura é às 09h da manhã, você já pode entrar no parque desde às 08h. Pelo menos já passa pela revista do segurança, entrada, já tira fotos na alameda principal ainda vazia, e quando o parque é liberado, você já está lá dentro! Digo isso porque quando fomos, chegamos no parque às 09h da manhã, num dia em que não tinha Magic Hours antes da abertura. Até chegarmos na área do Avatar, já era 9h15. Os dois brinquedos já tinha 1h de fila!! E não ache que no final do dia estará mais tranquilo. Esse parque tem feito Magic Hours quase todos os dias no fim do dia, muito dias ficando aberto até 1 da manhã, e mesmo 21h, horário em que fomos embora, os brinquedos ainda estavam com 3h de espera! 3h de espera tem sido a média diária, chegando em picos de 4h de espera!

 Nós fomos no Na’vi River Journey, um barquinho que navega pelo rio dentro de uma floresta bioluminescente. É lindo! Nicolas ficou encantado com as luzinhas, apontava para tudo. Não fomos na outra atração, Avatar Flight of Passage, porque a fila era maior ainda, eu grávida não podia ir, nem Nicolas (mínimo de 112cm de altura) e ainda não estão abrindo a fila de single rider.

 Até a loja da área de Pandora é lotada com fila de entrada! Nem na loja conseguimos ir, tamanho era a fila.

 Área Dinoland U.S.A. – essa foi a área que Nicolas mais amou, perfeita para crianças pequenas! Tem um playgroud de exploração chamado The Boneyard, cheio de escorregadores de diferentes alturas, Nicolas amou e brincou muito ali. Também tem o dinossauro voador, TriceraTop Spin, ele adorava olhar o brinquedo subindo e voando, mas quando fomos nele, não gostou muito. De qualquer forma a área é muito agradável, cheia de luzinhas e música, Nicolas adorou. Ali também é possível tirar foto com o Pateta e Pluto, os personagens favoritos dele. Na mesma área tem o show Finding Nemo – The Musical, com 40 minutos de duração. Chegamos a entrar, mas assim como no parque anterior, ele não quis assistir e saímos assim que começou.

 Outras áreas: Ásia, África e Discovery Island: são todas muito agradáveis de passear. Especialmente na África, sempre acontecem show no meio do caminho. Fomos no Kilimanjaro Safari e Nicolas adorou ver os animais. Não fomos no Festival of the Lion King porque Nicolas não queria assistir nenhum teatro – eu e o pai já tivemos oportunidade de assistir em outras viagens para Disney e não fizemos questão desta vez, já que Nicolas não queria. Na área da Asia, o pai foi na montanha russa Expedition Everest usando FastPass, mas a fila do Single Rider estava também bem rápida, tanto que ele repetiu o brinquedo algumas vezes. A gente também agendava FastPass para conseguir tirar foto com o Mickey e Minnie.

 Sobre as refeições: escolhemos almoçar uma opção rápida, como comentei anteriormente, eu não gosto da comida da Disney (mesmo as opções de comida “saudáveis” são gordurosas e tudo muito caro), então almoçamos no Pizzafari – mas não recomendo, pizza muito fraca, não valeu a pena! Eu queria ter almoçado no Flame Tree Barbecue, onde tem frango assado e salada (eu sempre olho no mapinha todos os restaurantes e procuro onde tem frango assado ou grelhado!), mas a fila estava grande e não tem salão fechado com ar condicionado. Como o calor estava de matar, acabamos indo na pizza. No jantar, fomos no Satu’li Canteen, o restaurante da área nova do Avatar. Foi a melhor refeição que tivemos nos parques da Disney! Lá tem bowls de frango grelhado à lenha com legumes e arroz (nossa opção), peixe sustentável, tofu, um cardápio ótimo com preço acessível comparando com os grandes restaurantes dos parques (cerca de USD12,00 cada prato).

 A gente iria ficar para o show noturno Rivers of Light, mas começou a chover e o show foi cancelado – ficou para próxima viagem!

 Incrivelmente ficamos 12h neste parque, mesmo com um menininho de 2 anos! Como falei no início do post, o parque é muito agradável. Chegamos às 09h da manhã, Nicolas tirou a soneca no carrinho depois do almoço (dormi por quase 2h, e neste tempo, eu que estou grávida, aproveitei para descansar deitada num banco também) e em torno das 20h dormiu novamente no carrinho. Fomos embora às 21h, quando começou a chover.


Nossa viagem aconteceu em Junho de 2017. Nicolas com 2 anos e 2 meses.

Relações profissionais

Fotos: Daniela Leme

CONVERSE COM A GENTE