FIQUE POR DENTRO

Cadastre-se abaixo e receba as todas as novidades do Vestida de Mãe!

JÁ SOU CADASTRADO(A)

Dúvidas na hora de montar o quarto do bebê

Izabella Penna Escabeche é arquiteta, mãe da Stella e colaboradora do blog com suas dicas sobre quarto do bebê e criança.

Olá leitoras queridas! Quem está grávida ou já tem filhos sabe que montar o quarto do bebê é um processo delicioso, pois cada escolha e decisão já vem recheada de muito amor. É uma fase muito especial e deliciosa. Comecei a pensar em como seria o quarto da minha filha antes mesmo de engravidar!

Muitas perguntas surgem nesse processo e resolvi fazer um compilado de dúvidas que ouço bastante e transformá-lo em tema para o post de hoje.

Se você está grávida ou pensando no assunto aposto que alguma das perguntas abaixo já passou pela sua cabeça!

 Quando devo começar a planejar o quarto?
É bom começar a pensar em como será o quarto do bebê por volta das 17 semanas de gestação, pois nesta fase a gravidez já está mais do que confirmada e provavelmente você já sabe o sexo do bebê. Nove meses de gestação parece muito tempo para fazer tudo, mas pode ter certeza que esses meses passarão voando!
Tenha em mente que um projeto de arquitetura leva em média de dois a três meses para ser finalizado (se você for contratar um profissional para lhe auxiliar), as lojas de mobiliário geralmente pedem um prazo de 40 dias corridos para entrega (raramente têm pronta entrega), marcenaria é um item que leva tempo para ser executado e você corre o risco de não encontrar em estoque um objeto que queria muito. E o ideal é que o quarto esteja finalizado por volta do oitavo mês de gestação, pois é quando você já estará se sentindo mais cansada e as chances de o bebê querer nascer vão só aumentando.

 Como escolher o berço?
O principal aspecto a ser observado na hora de escolher o berço para o seu bebê é se ele possui o selo de identificação da conformidade do INMETRO ou se atende às normas do órgão (no caso de berços feitos sob medida). Há vários requisitos para os berços que visam a segurança dos bebês, afinal é lá que nossos filhos passam a maior parte do tempo nos primeiros meses de vida.
Confira algumas normas que devem ser observadas nos berços: bordas e partes salientes deverão ser arredondadas ou chanfradas e isentas de rebarbas e arestas, laterais ou extremidades móveis estão proíbidas (as grades agora devem ser fixas), o espaçamento entre os elementos da grade não devem ser menores do que 4,5cm e maiores do que 6,5cm para evitar que a cabeça do bebê passe por este vão. Para quem quiser conferir a portaria na íntegra, segue o link: http://www.inmetro.gov.br/legislacao/rtac/pdf/RTAC002376.pdf

 Qual poltrona de amamentação devo comprar?
Os modelos de poltrona específica para amamentar possuem as medidas e detalhes corretos para que a mãe e bebê se sintam o mais confortável possível – os braços possuem altura adequada para que a mãe consiga apoiar o bebê no braço e não interfira na pega do bebê, há encosto para a cabeça, o assento é confortável, etc. Entretanto, estes modelos de poltrona geralmente ocupam muito espaço no quarto e a maioria possui um design nada atraente.
Já os modelos de poltrona comum (que não são específicos para amamentação) não são extremamente confortáveis, mas geralmente ocupam menos espaço e você pode escolher entre uma infinidade de modelos, tecidos, cores e estilo e você poderá utilizá-la em outro cômodo da casa quando não estiver amamentando mais.
O ideal é pesquisar os modelos que você gosta (considerar o espaço disponível no quarto e orçamento) e ir até a loja para experimentar a poltrona e decidir o modelo que mais lhe agrada.

 Em quais itens vale a pena investir?
Sem dúvidas em móveis de qualidade, pois irão acompanhar o seu filho por bastante tempo. Um bom berço que pode se transformar em mini cama, uma cômoda resistente que aguente uma criança de até 03 anos e um guarda-roupas com uma boa divisão interna são ótimas escolhas.

 Quais itens devo priorizar em quartos pequenos?
Os apartamentos estão cada vez menores e os quartos são os cômodos que mais sofrem com a redução de área. Para não acumular vários móveis no ambiente, o ideal é optar por modelos que sejam flexíveis e que tenham múltiplos usos: a cômoda pode ter nichos para colocar os brinquedos do bebê e também cesto para roupa suja, a cama pode ter gavetão inferior para acomodar brinquedos e colchonetes, um baú pode esconder os brinquedos e também ter um futon para ser usado como banco.
Aposte também em marcenaria que não seja fixa, pois facilita muito qualquer futura alteração no layout e também em acessórios que decoram e são super práticos – ganchos de parede, por exemplo.

 Devo escolher um tema para a decoração?
Eu sempre brinco que podemos deixar os temas para as festas infantis, rs Brincadeiras a parte, não há nada de errado eleger um tema para o quarto do seu filho. Só acho que não deve ser trabalhado de forma literal e muito menos aplicá-lo em todos os cantos do quarto. A chance de ficar cansativo e pesado é muito grande.
Portanto, vale a pena pensar no tema como uma ideia que servirá de guia para a decoração e para que todos os elementos ali presente conversem entre si. Uma cor ou uma sensação podem muito bem ser escolhidos como tema!

 Como escolher as cores?
Para quartos de bebê sugiro cores claras e tons neutros, pois é um ambiente que deve ser acolhedor e passar a sensação de tranquilidade. Vale apostar em pontos de cor, seja na roupa de cama, em quadros e bichinhos de tecido ou pelúcia.
Para as crianças maiores é interessante acrescentar cores mais vibrantes, mas nada exagerado para não haver muitos estímulos visuais e deixar a criança agitada. Vale apostar nas cores em um tapete, em portas de armário, fundo de estantes e prateleiras para livros.
E para coordenar as cores dentro do quarto sugiro utilizar o círculo cromático da foto abaixo – muito utilizado por consultoras de estilo.

Fonte da Imagem: Fashion Bubbles

As cores complementares são as que estão de frente uma para a outra no círculo, as cores análogas são as que estão uma ao lado da outra no círculo e as cores em tríade são as que estão separadas pela mesma distância no círculo. Utilizando essa dica dá para fazer composições mais harmônicas e certeiras.

 Por que contratar um (a) arquiteto (a) para fazer o projeto para o quarto meu filho?
O arquiteto é o profissional que vai lhe auxiliar em todos os aspectos do quarto do seu filho para que o ambiente fique do jeitinho que vocês sonharam e que atenda aos gostos, necessidades e orçamento disponível. Vários pontos são considerados na hora de projetar visando sempre as melhores soluções:
– Layout: melhor disposição dos móveis visando otimizar o espaço disponível e priorizando a circulação no quarto. Já aconteceu com você de comprar uma cama linda, mas só depois que o móvel chegou na sua casa que você percebeu que era muito grande para o ambiente?
– Especificação de mobiliário: o arquiteto irá sugerir os móveis que melhor se encaixam no espaço disponível e também de acordo com o gosto, necessidades e orçamento disponível. A escolha dos tipos de porta, material, tipos de puxador e alturas ideais são fundamentais para um mobiliário personalizado e que atenda aos princípios da ergonomia;
– Especificação de acabamentos: há inúmeras opções de acabamentos disponíveis no mercado e o arquiteto irá sugerir o tipo de pintura, revestimento de piso, papel de parede ideal para o ambiente;
– Escolha de objetos de decoração: sugestão dos objetos que melhor traduzem o estilo do dono do quarto e indicação da melhor localização no ambiente;
– Alinhamento de fornecedores: o arquiteto tem o papel do maestro de uma orquestra e é quem irá alinhar o trabalho e até sugerir profissionais para executar marcenaria, forro de gesso, pintura, entre outros;
– E o principal de tudo: o valor que você irá pagar pelo projeto acabará sendo uma economia, pois você não vai gastar horas pesquisando, não terá que andar de loja em loja a procura do móvel ideal, não vai jogar dinheiro fora com desperdício de material e vai poder curtir a gravidez tranquila sem se preocupar com o marceneiro que sumiu ou com um papel de parede que era de má qualidade.

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE

Look Gestante | 8 inspirações de look para grávidas

Durante minha gravidez, fotografei alguns looks de gestante para vocês, com as dicas que funcionaram para mim e gostaria de compartilhar!

 A terceira peça
Já repararam que a produção do look sempre fica mais sofisticado e interessante quando é acrescentado uma terceira peça? Fica mais completo, mais caprichado. é um excelente truque quando estamos grávidas para sofisticar o look: acrescentar um colete, um casaquinho, uma encharpe. Por baixo uma blusa marcando a barriga de gravidez. Neste look, adicionei uma capa.

 Terceira peça com Kimono
Uma peça muito em alta neste verão é o estilo kimono! Funciona bem como terceira peça. A blusa justa por baixo e calça e kimono em diferentes tonalidades da mesma cor para um look mais sofisticado.

 Vestido com cintura alta marcada
Esse foi o vestido-curinga que mais usei nesta gestação – toda vez que tinha algum evento diurno, ele era minha opção prática. Muita gente acha que só engordei na barriga nesta gestação, mas a verdade é que sempre engordo muito nas coxas e quadril, sempre foi a região onde mais engordo. E vestidos assim ajudam meu biotipo – marcam a “cintura” e disfarçam o quadril e coxas por ter uma saia mais soltinha. Me sinto bem melhor assim com saia na altura dos joelhos do que com calças, por exemplo, que costumam ficar mais justas nas coxas. A faixa abaixo do peito ajuda a marcar a barriga, afinar a cintura alta, deixa com cara de “grávida arrumada”. Eu amo também mangas 3/4, são perfeitas para o clima aqui em SP e sempre deixam com cara mais de arrumada.

 Saia Midi
Uma peça que usei muito nesta gestação foram minhas saias midis. Havia um tempo em que peça com cós de elástico era considerado bem simples e feia, mas tudo depende da forma como é aplicado – duas destas saias são com elástico e uma com zíper lateral. Funcionou super bem usar abaixo da barriga, super confortável. E, no meu caso, que sempre engordo no quadril e nas coxas, ajuda a disfarçar essa parte e me sinto mais confortável do que de calça. Alguns modelos de saias ficam bom usados acima da barriga, marcando a barriga. No meu caso, não fica bom, porque como meus seios ficam grandes demais, usar a saia lá em cima marca demais o tamanho dos meus peitos, não fica uma proporção bonita. Por isso é super importante se conhecer e experimentar o que fica bom em cada tipo de corpo e estilo.

 Calça Legging e Blusa Listrada
Aquela fase da gestação em que a gente se rende à calça legging e a blusa justinha listrada, ressaltando a barriga – praticamente um uniforme de grávidas. Mas joguei meu casaquinho de renda e pedras bordadas por cima para um visual mais arrumado! Já comentei, a terceira peça sempre deixa o look mais interessante!

 Calça Saruel de cintura baixa
Quem me acompanha faz tempo já deve ter reparado que não uso calça jeans e estas calças tradicionais com zíper e botão. Todas (ou a maioria) de minhas calças são estilo saruel, com cintura baixa. Por isso, não perdi nenhuma calça durante a gestação – todas ficavam abaixo de minha barriga e dava para usar normalmente.

 Cinto para marcar a barriga
Outro truque para marcar a barriga de gestante é um cinto abaixo dos seios. Evita que a roupa toda fique larga demais e destaca a barriga linda.

 Look básico com peça estilosa
Tem uma fase da gravidez que a gente se rende para a legging preta com camiseta comprida, não tem jeito. É confortável e muitas vezes é o que veste a gente melhor no momento. Mas daí a gente joga uma casaco cheio de brilho e WOW… Dá até para sair com os amigos mesmo com o “uniforme básico de gestante de legging e camiseta” por baixo!

Fotos: Carla D’Aqui

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE

Festa Infantil | Arraiar dos 3 Porquinhos

Depoimento super completo da mãe da Manô sobre a festinha encantadora de 2 anos, deixei inteiro abaixo porque tem muitas dicas e inspirações para vocês! Mas quero dizer que estou encantada em como ela conseguiu deixar o tema 3 Porquinhos lindo visualmente, uma delícia de festa!

“Para o segundo ano da Manô queríamos algo mais íntimo, já que a festa de 1 ano teve uma lista bem ampla – por ser o primeiro ano, muitas pessoas estavam esperando pela festa no ano passado.

Conseguimos! Decidimos fazer algo no salão de festas do nosso condomínio e convidar apenas pessoas que de alguma forma tinham feito parte da vida dela neste último ano. Fechamos a lista em 60 pessoas, sendo 1/3 dos convidados apenas amiguinhos e seus pais.

No início cotei com algumas decoradoras como fiz no chá de bebê, batizado e festa de 1 ano, mas já estava com vontade de me envolver mais e tinha exatamente o que queria em mente. Então, resolvi assumir a produção e decoração da festa. Foi uma delícia cuidar de cada detalhe!

Como tema, unimos festa junina (algo que eu e meu marido adoramos!) com os personagens preferidos da Manô: lobo mal e os 3 porquinhos. E assim demos vida ao Arraiar dos 3 Porquinhos.

Para o convite, eu queria algo original e conheci nas redes sociais o ilustrador Ricardo Moura, que tem um trabalho incrível e traços infantis encantadores. Tivemos uma conversa por telefone na qual eu contei que pensava em usar muito tecido de chita e kraft, ele me enviou um esboço do que estava traçando, eu aprovei de cara e em seguida ele me enviou o save the date e o convite. Eu amei! Ficou super personalizado e foi muito fácil decorar a festa em linha com a identidade visual. Foi o Ricardo também que indicou a Contagie.me, que cuidou da papelaria reproduzindo seus traços – eu brinco que o convite foi parar no bolo!

O buffet cuidou da alimentação e bebida com um cardápio junino personalizado. Foram servidos, canjica, arroz doce, milho verde, cural, caldinhos, dadinho de tapioca, polentinha com ragú de linguiça, vinho quente, quentão, chocolate quente, entre outras gostosuras típicas. Além de itens próprios para os pequenos como saladinha de frutas, pão de queijo, milho verde no copinho etc.

O bolo foi a realização de um desejo que eu carregava desde a época do casamento! Optei pelo bolo de paçoca da Fleur de Sucre, que além de lindo tinha tudo a ver com o tema da festa. E os docinhos foram da P&C Doces, de propriedade de uma mulher empreendedora e mãe que me deixou encantada com a organização e limpeza da sua pequena empresa no bairro vizinho ao meu.

Ainda na linha de apoiar mulheres empreendedoras e mães, todo o mobiliário e peças foram locados na Bina Aluguel, uma empresa de locação, também no bairro vizinho, com ótimas opções de móveis e peças por um preço justo e com atendimento de tirar o chapéu.

Na mesa principal caixinhas de doces em formato de casinhas de palha, madeira e tijolos (Elo7 – Papel Charmoso) foram um detalhe que não passou em branco pelos convidados. Além das bandeirinhas de chita com bordas de renda e pompom costuradas pela querida babá da Manô, e um lindo bastidor (Elo7 – Caveirinha Bordadeira) com a frase “Seja feliz” – algo que, como pais, dizemos que é nossa principal preocupação para o agora e para o futuro da Manô. Luminosos de milho e fogueira locados na Pop Mobile e um fio de led (Elo7 – VP Studio) deram o toque final.

Também rolou um passeio pela 25 de Março (acho que foi mais cansativo do que a montagem e desmontagem! rs), onde encontrei os descartáveis, as fitas para o photo booth e alguns itens complementares da mesa e painel.

As lembrancinhas, máscaras de porquinho e lobo mal (Elo7 – Zanza Artesanato), foram colocadas em sacolas kraft (compradas na 25 de março), junto com um jogo de memória composto por cards que estampavam os personagens da história infantil (Gigi Sampaio – Desinger de Sonhos).

Para diversão da aniversariante e seus amiguinhos, a mamãe locou os brinquedos da Carrousel Brinquedos. Super recomendo! Como era Julho, me preocupei em ter um espaço coberto e quentinho para os pequenos curtirem a festa e a proposta da Carrousel é perfeita! Aqui vale comentar que loquei os dois salões de festas do condomínio (adulto e infantil) para ter espaço suficiente.

A música ficou por conta do show de forró da Cia Tricomática, que divertiu crianças e adultos. Teve até quadrilha que levou os convidados de um salão para o outro e terminou na mesa do principal para a hora do parabéns, acompanhado pelo som da sanfona e do triângulo.

Enfim… Foi assim que me diverti organizando, produzindo e decorando a festa que idealizei para comemorar os 2 anos da Manô. Nas fotos acho que dá para ver como ela se divertiu. No dia seguinte, quando perguntei o que ela mais gostou da festa dela, a resposta foi no mínimo engraçada… “eu gostei que tinha amendoim” (rs!)”. 


Fotos: Carmen Fernandes Fotografia
Buffet: Comidinhas & Frescurinhas
Bolo: Fleur de Sucre
Doces: P&C Doces
Locação de Peças e Mobiliário: Bina Aluguel
Identidade Visual: Ricardo Moura Ilustrações
Papelaria: Contagie.me
Forminhas de Doces – Casinhas: Papel Charmoso
Porquinhos e Lobo Mal em Feltro: Divina Arte Feltros
Bastidor “Seja Feliz”: Caveirinha Bordadeira
Luminosos: Pop Mobile
Fio de Led: VP Studio
Rolo de Papel Kraf e Giz de Cera para as mesas: Kalunga
Lembrancinha: Máscaras Porquinho e Lobo Mal – Zanza Artezanato e Jogo da Memória – Gigi Sampaio Designer de Sonhos
Locação de Brinquedos: Carrousel Brinquedos
Atração: Cia Tricomática

Relações profissionais

Fotos: Carmen Fernandes Fotografia

Buffet: Comidinhas & Frescurinhas

Bolo: Fleur de Sucre

Doces: P&C Doces

Locação de Peças e Mobiliário: Bina Aluguel

Identidade Visual: Ricardo Moura Ilustrações

Papelaria: Contagie.me

Forminhas de Doces – Casinhas: Papel Charmoso

Porquinhos e Lobo Mal em Feltro: Divina Arte Feltros

Bastidor “Seja Feliz”: Caveirinha Bordadeira

Luminosos: Pop Mobile

Fio de Led: VP Studio

Rolo de Papel Kraf e Giz de Cera para as mesas: Kalunga

Lembrancinha: Máscaras Porquinho e Lobo Mal – Zanza Artezanato e Jogo da Memória – Gigi Sampaio Designer de Sonhos

Locação de Brinquedos: Carrousel Brinquedos

Atração: Cia Tricomática

CONVERSE COM A GENTE