665 Posts      3795 Comentários      328 Festas Infantis

Minimals_03
Minimals

São Paulo

  • Navegue por Localização
  • Brasil

Introdução Alimentar | A expectativa materna


Capa-IA

Natália Vignoli é nutricionista, mamãe da Letícia e colaboradora do blog com suas dicas de nutrição para grávidas, mamães, bebês e crianças.

Nessa série de posts sobre introdução alimentar (IA), citei alguns tópicos para abordarmos: hábito intestinal (prisão de ventre e consistência das fezes), hidratação, cólicas e alergias alimentares. Desses, já conversamos sobre os dois primeiros, contudo achei extremamente importante, no meio da nossa conversa, falar sobre a expectativa materna!

Além da formação em nutrição funcional, tenho a formação comportamental e, acima disso tudo: sou mãe!

Eu, honestamente, acho que no mundo do puerpério e no primeiro septênio da vida da criança e da mulher como mãe, pouco se olha para a cobrança materna e suas expectativas em serem perfeitas! Não seria diferente com a alimentação!

Queria acalmar as mamães e dizer: pode ser que o seu filho, alguns dias, simplesmente não queira comer! Vai pedir o leite… E tudo bem! Vão ter fases que ele vai rejeitar os vegetais, aqueles que ele comia sempre… Vai passar!

No decorrer dessa IA padrão ouro que você se esforçou tanto para fazer, cheia de integrais, zero açúcar, rica em fibras, o seu filho, em algum momento, vai aparecer com a boca lambuzada de chocolate, resultado do bolo de aniversário do amiguinho da escola ou da “desobediência” da avó… E que delícia! Faz parte! Isso não vai desandar a alimentação dele.

Lembre-se de que, muitas das vezes, a criança passa por fases e a maior parte das alterações na rotina, saúde ou fisiológicas, repercutem no ato de comer, por exemplo: quando os dentes estão nascendo é muito comum a criança querer leite! Quando começa a escolinha também! Quando está doente e quando sente falta da mãe.

Isso porque comida não é só nutrientes, vitaminas e minerais, mas é também sentimento, carinho, afeto! Por isso, quando o pequeno estiver mais difícil na hora da refeição, liberte-se da culpa! Você não fez nada de errado!

Lembre-se de que a comida está diretamente relacionada a sentimentos e comportamentos, você não pode e nem deve ser perfeita!

Quando não quiser comer, ofereça o alimento de maneira que seu filho consiga pegar e comer sozinho, se não quiser vegetais, procure por receitas que incorpore os legumes, mas sem estar mascarado. Se a boca estiver lambuzada de chocolate, aproveite para rir e tirar uma foto, aliás, aproveite e se lambuze também! Passou da hora da maternidade ter menos cobrança e mais prazer!

Colunista_Natalia

Mãe Empreendedora | Bobotchô


MaeEmpreendedora_Bobotcho

A ideia da Bobotchô, marca de pijamas e homewear para bebês e crianças, surgiu ao acaso, quando Giullieta Peloso buscava um pijama de inverno para o filho de três anos. Ao enfrentar muita dificuldade para encontrar modelos com qualidade e preço semelhantes aos estrangeiros, ela notou uma lacuna no mercado nacional e, a partir daí, as ideias de criar sua marca própria começaram a tomar forma. A dedicação à Bobotchô logo passou a dar resultados. Giulietta largou, então, o emprego que mantinha há mais de 13 anos e agora dribla novos desafios para conciliar a vida de empresária e mãe.

Foi preciso muita coragem para mudar de profissão? Já sentia esse desejo empreendedor?
Sim! Sempre tive esta vontade. Precisei de um tempo para entender que este era o momento certo para eu empreender. Tive grande apoio da minha família quando comuniquei a minha decisão. E assim cresceu e fortaleceu esse desejo pelo negócio próprio.

Como aconteceu essa transição profissional, da área de marketing e design para sua própria empresa?
Eu estava em busca de uma recolocação no mercado, após 13 anos trabalhando na Alpargatas com Havaianas, mas nada me encantava nas entrevistas de emprego que fiz em diferentes empresas. A competitividade do mundo coorporativo não combina com a necessidade de flexibilidade de uma profissional-mãe. Sofri muito com “culpa” por não poder participar de uma ou outra reunião agendada depois das 18h. E, por outro lado, também sofri por ter de ficar longe do meu filho (ainda bebê) por mais de 15 dias em viagens internacionais, por exemplo.

Cuidar do filho e do próprio negócio envolve sacrifícios, certo? Como concilia as responsabilidades? Existem mais prós ou contras?
Não é fácil! Requer muito planejamento, flexibilidade, dedicação, e claro que apoio dos familiares! Mas os prós são muitos. Poder acompanhar e estar presente no dia a dia dos meus filhos é o fato mais importante.

Que tipo de serviços a Bobotchô oferece hoje? O foco são mesmo só os pijamas?
A Bobotchô é uma marca de pijamas e homewear para bebês e crianças de 0 a 12 anos. Os produtos são feitos com algodão Pima (de fibra longa), o mais indicado para a pele sensível e delicada dos bebês. O design das peças é pensado para proporcionar maior conforto para as crianças e praticidade para as mães. Em destaque está o body kimono, super prático de trocar, pois, evita passar pela cabeça do bebê. E a calça punho, sem elástico, que proporciona maior conforto, pois não aperta a barriga do bebê. Muitas clientes me perguntam se nossas roupas de bebê são pijamas mesmo. Eu explico que isso depende do estilo de cada mãe. Acredito que o bebê deve sempre vestir uma roupa confortável, seja em casa ou passeando.

Seus produtos são criados a partir de necessidades que você sente em casa? O que te inspira a criar?
A maternidade te ensina muitas coisas. Tive vários conselhos importantes quando fiz o enxoval do meu primeiro filho, e foi no dia a dia de mãe que percebi qual tipo de roupa era mais confortável para o bebê e como a modelagem me ajudava, por ser mais prática e funcional. Uni, então, a experiência de mãe com a experiência de trabalhar com design/produto para criar as peças da Bobotchô.

Você mesma coloca a mão na massa ou tem um time de designers?
Eu gosto de participar de todos os processos. Gosto de olhar os mínimos detalhes, mas a criação é com o designer. Faço as pesquisas, envio o briefing e vamos conversando até a aprovação final.

Onde funciona seu escritório?
O meu escritório é em casa e a logística é terceirizada.

Você vende somente via e-commerce, certo?
Além da loja virtual, participamos de feiras como a Baby Bum, que acontece em São Paulo.

Você tem um olhar estético bem apurado. Como desenvolveu?
Sempre fui fascinada pela área de produto. Comecei minha carreira na Havaianas nesta área e tive a oportunidade de fazer parte de um time “coolhunters”, que viajava o mundo pesquisando novas tendências e oportunidades para marca. Isso é muito prazeroso. Imagine observar o que está acontecendo agora, em vários lugares no mundo, pensar o que vai estar na moda daqui 2 anos e em como a marca pode fazer parte deste movimento. A vivência, o empreendedorismo herdado da minha família e a paixão pelo universo materno servem como base para a concepção da Bobotchô.

Quais são suas referências?
Gosto muito do design simples e minimalista e, por outro lado, adoro combinações inusitadas de cores.

Em termos financeiros, foi preciso um investimento, um plano, estudar o mercado? O retorno já é satisfatório?
Após pesquisa de mercado, montei o plano de negócio para longo prazo e utilizei 100% de recurso próprio. O retorno está dentro do esperado.

Qual dica de sucesso você daria para sua melhor amiga?
Faça o que você AMA. Empreender é acordar, respirar, dormir, ou melhor, sonhar com seu negócio. E claro, tenha muita paciência, dedicação e persistência.

Contato:
bobotcho.com.br
contato@bobotcho.com.br
(61) 8330-6972 | (61) 2141-1107

Lista de Enxoval do Bebê | Quarto


Capa-Quarto

Continuando nosso bate papo sobre os itens de enxoval do bebê, neste vídeo mostro todos os itens de quarto. Aproveito também para falar sobre a polêmica do item kit berço.

Não esqueçam de se inscrever no canal do YouTube para acompanhar os próximos vídeos.

Para ver o vídeo anterior, sobre os itens de passeio e brinquedos, clique aqui.

Carnaval com as crianças | sugestões de programas


Carnaval-com-as-criancas

Hoje em dia, o Carnaval vai muito além das tradicionais festas de salão, que envolvem toda a família com marchinhas, frevos e samba enredos. A proporção da festança aumentou e diversificou: existem aqueles que preferem manter a tradição, aqueles que se encantam com os desfiles das gigantes escolas de samba, os aventureiros cheios de energia para enfrentar os bloquinhos de rua, aqueles que preferem viajar, outros que aproveitam para curtir um roteiro alternativo na cidade… Independentemente do perfil do folião, fato é que o feriado prolongado é uma ótima pedida para quem tem filhos pequenos. Alguns dias a mais para curtir crianças caem muito bem – e elas também merecem – e muito – aproveitar a atmosfera de festas do carnaval. Pensando nisso, reunimos algumas sugestões de programas que podem agradar diferentes gostos e bolsos.

Matinês em clubes
Normalmente, os clubes de bairro têm uma programação especial para o Carnaval. As atividades são uma boa pedida pois costumam reunir várias crianças, que brincam com os serpentinas, confetes e ainda dançam músicas tradicionais da época.

Atenção: como as festas acontecem, na maior parte das vezes, em ambientes fechados, que podem ficar quentes demais, os pais precisam ter alguns cuidados especiais, como vestir as crianças com roupas fresquinhas, atentando-se especialmente nos casos de fantasia.

Outro cuidado deve ser com a hidratação: invista em muita água filtrada, sucos e leite (nesse caso, é mais recomendado levar o leite em pó e misturar na água filtrada na hora de servir). Ah, e lembre-se: se bateu o cansaço no pequeno, é voltar para a casa, tomar um banho e descansar para estar disposto no próximo dia.

Bloquinhos de rua para crianças
Festa de rua não é só para adulto. Nos últimos anos, a programação infantil aumentou e diversificou. Em São Paulo, por exemplo, nos dias 2, 3, 4 e 5 de fevereiro, na Biblioteca Monteiro Lobato, acontece a já tradicional apresentação do Bloco das Emílias e Viscondes, inspirado na obra de Monteiro Lobato. As crianças se vestem com roupas típicas do personagem para a festa! O bairro da Vila Madalena também concentra um bom número de blocos. No dia 13/2, às 9h, por exemplo, acontece, na praça Horácio Sabino, o bloco da Banda do Bloquinho, que tem como tema o “brincar”.

O Rio de Janeiro também guarda uma agenda especial para os pequenos, como, por exemplo, o bloco da Bandinha de Ipanema, que é uma versão infantil do tradicional Bloco da Banda de Ipanema. Ele acontece no dia 8/2, na praça General Osório, Ipanema, às 16h.

Brasília, assim como várias outras capitais, também já entrou na onda dos blocos infantis. Só para se ter uma ideia, de 6 a 9 de fevereiro, já estão confirmados ao menos três bloquinhos desse tipo por dia.
Shopping com programação especial
Outra opção é pesquisar a programação dos shoppings centers. Alguns deles costumam oferecer brincadeiras, oficinas, teatros e outras atividades, que são boas pedidas para quem quer introduzir os pequenos na cultura do carnaval, com o suporte de um ambiente bem estruturado e confortável. O Shopping Recife e o Shopping Boa Vista, em Recife, estão com uma programação especial desde janeiro. Entre as atividades está a oficina de customização de sombrinhas de frevo. No Shopping Cidade Jardim, em São Paulo, acontecerá a apresentação Bloquinho da Cidade, organizada pela banda Casa Bossa.

Festa de carnaval em casa
Se você não está com vontade de sair, mas também não quer que a data passe batido para o pequeno, vale apostar em uma folia caseira. Decore a casa, compre fantasias especiais (ou faça você mesma!), providencie serpentinas, confetes, convide a família e os amiguinhos e coloque músicas típicas para a criançada entrar no clima. Boas festas!

Lista do Enxoval do Bebê | Passeio e Brinquedos


Capa-Enxoval1

Melhor do que só fazer uma lista de enxoval, preferi mostrar item por item e comentar o que realmente usei ou não! Lembro quando eu estava grávida, eu via as listas e nem sabia para quê serviam tantas coisas! O legal de ter o canal do YouTube é isso, consigo abrir as portas da minha casa e mostrar tudo para vocês como se estívessemos realmente conversando na sala. Como a lista do enxoval é um assunto muito extenso, dividi em 5 vídeos. O primeiro é sobre os itens de passeio e brinquedos.

Não esqueça de se inscrever no nosso canal para acompanhar os próximos vídeos: youtube.com/fernandafloretoficial

1 2 3 133


Um pouco sobre

Fernanda Floret


  • Look aeroporto aguardando o voo  MundodoNicolasF NicolasGostozento Cala jouerofficiellehellip
  • Antes de sair para o feriado vou deixar presente parahellip
  • L vamos ns para mais uma viagem! Destino Miami Estamoshellip
  • A foto no  muito bonita mas  para compartilharhellip